Páginas

sábado, 31 de janeiro de 2009

A escrita de mim 09

Comecei aqui a publicação de alguns textos que escrevi quando estava no colegial. A Suzi, amiga desde antes daquela época, comentou aqui que foi um tempo em que escrevíamos muito e provavelmente foi quando produzimos alguns de nossos melhores textos.

Pois bem. Dando continuidade, aí vai mais um. Eu tinha 15 anos quando escrevi.

***

Podre

Não me lembro de como tudo começou. Quando acordei, estava junto com as outras, largadas, dopadas e jogadas num canto. A última coisa de que me lembro era a minha casa. Estava lá com minhas irmãs quando fui arrancada por uma mulher de porte esbelto e elegante, que me levou para um lugar distante, frio e sombrio. Depois, minha mente permaneceu como que desligada do mundo, e acordei só agora.


Estou junto com outras que, agora reparo melhor, estão saudáveis, coradas. Concluo que eu sou a única doente. Por que será que estou no meio delas? Minha mente está confusa e não consigo pensar. Adormeço.

[...]

Agora estou sendo levada para um outro lugar, mais alegre e bem arrumado. Uma outra mulher me pega e, sem motivo, me dá uma mordida.

Ela ainda me segura, mas no instante seguinte cai, me jogando longe.

Algumas horas depois, os Anões chegam e encontram Branca de Neve desmaiada. Na correria de socorrê-la, sou pisoteada e o veneno dentro de mim escorre pelas frestas do assoalho. A última imagem na minha mente foi a lembrança daquela bruxa velha que me envenenou.

(1990)

4 comentários:

Geovane Belo disse...

Gostei da sensibilidade com que você escreveu os textos na adolescência. Também comecei a escrever muito cedo. Isso serviu para moldar as ideias e para o estimular a criatividade. Mas há coisas que só naquela época poderíamos escrever. É um turbilhão efervescente de hormônios que mexe com todos os nossos sentidos.

Flávia Yacubian disse...

bia, qdo eu tinha 15 anos eu tb adorava a palavra podre hehe
mas não fazia textos tão bons, parabéns! bjs!

nyle_eternity disse...

Ola, nao me lembro se ja retribui sua visita em meu blog mas mesmo assim, obrigada!
eu adorei o seu.
beijos e ate o proximo post :)

Beto disse...

Uma pena que há tanto tempo não poste. Adoro esse blog, sempre que tenho tempo passo aqui pra ler seus textos incríveis. :D

Beijo