Páginas

sábado, 9 de fevereiro de 2008

Café literário sobre Guimarães

O Café Literário Bravo! Centro da Cultura Judaica propõe o debate de um tema pautado pela revista publicada naquele.

No primeiro encontro, que será realizado na quinta-feira, 14 de fevereiro, às 20h, a professora Walnice Nogueira Galvão e o jornalista René Daniel Decol conversam sobre o diário de Guimarães Rosa. O preço é R$ 12,00 e inclui um buffet de chá, a partir das 19h30.

O Centro de Cultura Judaica fica na R Oscar Freire 2500, Sumaré (pertinho do metrô).

Para quem quiser saber mais, clique aqui.

Parece ser bem bacana, pena que tenho aula nesse dia.

2 comentários:

iphigênia disse...

Guimarães... ele é nosso Joyce; ou Joyce é o Guimarães deles? Nosso Ezra Pound em prosa, filósofo com beleza, um místico de cujo caldeirão saem palavras perfeitas e acabadas, com sentido, interligadas umas às outras como as células do organismo vivo. Boas lembranças...
Eu sou apaixonada por ele. Falava 15 idiomas. Seu pensamento, entretanto, percorreu todos os mundos, sem exceção. Lindo homem, para mim - bem suspeita pra dizer - um semideus. Mito mesmo.

Bia disse...

Joyce é o Guimarães lá, da mesma forma que Graciliano Ramos é o Steinbeck daqui. Mas, de verdade, não troco os nossos por dólar nenhum desse mundo.
Beijos, Iphy!