Páginas

sábado, 19 de janeiro de 2008

Resultados da enquete

A primeira enquete do Casco foi encerrada ontem. A pergunta era Como você ficou conhecendo o blog?


Eis os resultados:


Indicação de amigos (6%)
(1 voto)
Pesquisa no Google (43%)
(7 votos)
Contato com a autora (18%)
(3 votos)
Link em outros blogs (31%)
(5 votos)

Agradeço a todos os que votaram! E já tem nova enquete no ar:


Você lembra quantos livros leu no ano passado?

2 comentários:

Aarão disse...

Interessante a enquete. Não leio muito, não, mas os que leio acho que são bons. Tenho ainda o vezo (trazido da adolescência) de reler. Moby Dick, por exemplo, li duas vezes seguidas. Há muita lição por lá que nos cala fundo na alma. Outro que li duas vezes, porque na primeira leitura flanei sobre as páginas, foi o Traité d'athéologie, de Michel Onfray - fera. Demoro-me, ainda, em leituras e releituras dos sermões do querido Vieira. O da sexagésima, neste 2007, devo ter lido umas 4 vezes, e garanto que senti prazer em todas elas. Umberto Eco me roubou um tempo, também, com um livro que me fôra indicado por grande intelectual: L'isola del giorno prima. No mínimo desafiador, dado o sentido metafórico. Um que me levou às gargalhadas: Los Derechos Imprescriptibles del Lector, de Daniel Pennac - nem se pode levá-lo muito a sério, mas serve sim para o leitor entender que há livros e... hm... livros, como há blogs e... hm... blogs. Ah, Smith, se todos os blogueiros fossem iguais a você!!
É mais ou menos isso. Um abraço amigo!

Bia disse...

Aarão,

Moby Dick é realmente uma espécie de I Ching. Muito pode ser respondido apenas folheando suas páginas. Li em algum lugar (e nessas horas amaldiçôo minha pobre memória) que todas as histórias podem ser divididas em três tipos: Menino ama Menina, Menina ama Menino e Homem caça Baleia.
O resto é conversa.

Vou procurar o livro do Pennac, parece ser interessantíssimo.

Obrigada pela visita!
Um beijo!